sexta-feira, 23 de outubro de 2009

Era uma vez histórias

"Era uma vez"
pousava o timbre calmo de minha mãe
em meus ouvidos.
Eu adormecia antes do final.

Todas as noites, a mesma coisa
"Era uma vez", e eu dormia
sem ouvir o fim da história.

De manhã, ao acordar
sem saber do desfecho
eu inventava um
mamãe mal sabia
que ali nascia meu calvário.

Era uma vez um menino
que começou a inventar histórias
e depois disso
nunca mais dormiu.

Flávio Soares

3 comentários:

Thiago Almeida disse...

Muito bom!

Este já está na minha lista dos melhores textos seus!

Forte abraço!!!

Tatiane Garcia disse...

Rs...muito bom!!!!!quem se apaixona pelo "Era uma vez", na infância, morre apaixonado...não tem jeito...

Regiane disse...

Perfeito!!